6 lições das Escolas de Samba sobre Marketing Pessoal

MARKETINGPESSOALCARNAVAL
3 Flares Facebook 0 Twitter 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Pin It Share 3 3 Flares ×

O carnaval está aí. E o que podemos tirar de lições com as escolas de samba que fazem parte dessa tradicional festa da cultura popular brasileira para fortalecer nossa Marca Pessoal?
Vamos traçar aqui um paralelo entre nossas ações para constituirmos uma Marca Pessoal forte e as ações que uma Escola de Samba deve executar para conquistar o sucesso na Avenida.
Ao pensarmos nos desfiles das escolas, percebemos alguns padrões que podemos aplicar ao nosso marketing pessoal. Vamos a eles:

1- Paixão

O publicitário Julio Ribeiro escreve em seu livro “Fazer Acontecer” que somente uma Escola de Samba é capaz de unir milhares de pessoas para trabalhar, de graça, ao longo de um ano para aprontar o desfile e tudo o que o envolve. A Escola convence ainda essas pessoas a levantar recursos para a construção de carros alegóricos e outras alegorias. E, por fim, faz esses mesmos cidadãos pagarem pela fantasia que lhes custa, muitas vezes, meses de salário e dura apenas uma noite. “Cada desfile é um milagre. E a comunidade repete esse milagre ano a ano”, escreve o autor, resumindo como é possível realizar tarefas aparentemente impossíveis apenas pela PAIXÃO pelo que se faz.

Com a marca pessoal não é diferente. Se você não for apaixonado pela sua Marca (ou seja, por você mesmo) e levar isso realmente a sério, obterá, no máximo, resultados medíocres. Você pode e deve criar novas oportunidades profissionais. Você merece receber um salário melhor e ser reconhecido pelo mercado. Você pode mudar de área profissional se atualmente não está feliz com o que faz e somente sua paixão rumo a esses novos desafios será responsável pelo seu sucesso. Reflita agora: Você realmente é apaixonado pelo que faz? Você tem paixão pela sua Marca Pessoal e tudo o que ela pode fazer por você? O quanto está disposto a investir em você mesmo hoje para colher os frutos amanhã?

2- Enredo

O enredo costuma ser escolhido no início do ano, logo após o carnaval, sendo válido para o carnaval do ano seguinte. Trata-se do tema principal que a Escola de Samba irá abordar.  A partir desse tema, os carnavalescos produzem uma sinopse que guiará a fabricação das fantasias, alegorias e a composição do samba-enredo.

No caso de nossa Marca Pessoal todos nós devemos ter nosso enredo muito claro em nossas mentes. A única diferença é que, ao invés de ter um enredo por ano, provavelmente teremos um enredo por toda a nossa vida, se posicionando como um profissional voltado a uma área específica, que pode ajudar as pessoas de alguma maneira única e especial.

Qual é o seu enredo? Pense na sua profissão, no sua área de atuação, seus possíveis clientes e parceiros e indague-se: Como devo me posicionar em meu mercado? Que diferenciais, enquanto profissional, posso agregar aos meus clientes? Quais as histórias que minha Marca Pessoal deve contar? Ao responder essas perguntas, você começará a ter uma visão mais clara em sua mente em relação ao posicionamento de sua Marca Pessoal que deverá explorar, ou seja, qual o enredo que desejará construir para sua reputação. 

3- Evolução

A Evolução é um quesito em que é julgada a velocidade e a forma como os componentes das Escolas de Samba desfilam: se estão dançando animados, girando, se movimentando, e se passam de modo compacto, próximos uns aos outros, de modo que quem estiver olhando de cima tenha a impressão de que a escola seja um corpo único, uma fila contínua.

Marketing-pessoal-carnaval

Evolução no sambódromo/ Foto: G1

Ao iniciarmos a construção de nossas Marcas Pessoais é importante termos em mente que a Evolução, ou seja, a consistência de nossas ações, que resultarão no sucesso de nossa jornada. Ora, de nada adianta iniciarmos um esforço hoje e logo amanhã desanimar ou esquecer que devemos trabalhar todos os dias na construção de uma reputação forte. A velocidade e a forma como trabalhamos no desenvolvimento de nossas Marcas Pessoais impactarão diretamente no retorno que esses esforços poderão nos trazer.

Nesse caso, podemos pensar na evolução de nossa Marca Pessoal também como um resultado do contato com outras pessoas e profissionais que poderão nos auxiliar a dar saltos de desempenho em nosso dia a dia. O Networking, o trabalho em equipe e processos como mastermind e mentoring podem ser grandes impulsionadores, e, portanto, demonstram a evolução de nossa Marca Pessoal contando com o auxílio das diversas pessoas com quem temos contato. Afinal, uma escola de samba não é feita de uma nota só. Muito menos de uma pessoa só.

4- Velha-guarda

A ala da velha-guarda é um grupo de sambistas mais antigos, geralmente já bastante idosos, que muitas vezes representam os fundadores das Escolas, que não mais ocupam cargos dentro da hierarquia da agremiação, mas que constituem um departamento à parte. Essas pessoas, por sua história dentro de cada Escola, geralmente são muito respeitadas pela nova geração por tudo o que fizeram e contribuíram no passado.

Ao falarmos de nossas Marcas Pessoais, devemos sempre ter em mente que em todo o mercado existem as referências que devemos observar com atenção. Essas pessoas que se tornaram referências nem sempre são idosas (na maioria das vezes não são), no entanto, pelo seu histórico de sucesso dentro daquele mercado específico, se tornaram autoridades em determinado assunto e, portanto, devem ser respeitadas e seguidas. Como dito em nosso artigo “Marketing Pessoal: Quem você deve seguir”, fique atento à “Velha Guarda” de seu mercado e busque estar antenado com o que esse grupo de pessoas tem compartilhado em seu segmento de atuação. Com isso poderá tirar insights valiosos para desenvolver sua Marca Pessoal em seu mercado. 

5- Tempo máximo

Cada um dos desfiles tem um tempo determinado para começar e acabar. Todas as escolas estipulam metas dentro do desfile, como por exemplo, a bateria tem que entrar no recuo com tantos minutos de desfile. E permanecer lá, por mais um período determinado e cronometrado, caso contrário, se prejudicará na pontuação.

Assim deve ser com nosso marketing pessoal. Precisamos estabelecer metas e colocar prazos para a realização de determinadas ações. Só assim manteremos nossos principais objetivos e não desperdiçaremos tempo com algo que não faça nossa marca crescer e prosperar.

Exemplos desses objetivos pré-definidos: se mantem um blog, estipule um planejamento de publicações, de quanto em quanto tempo irá atualizá-lo e trabalhe para honrar esse compromisso!

Se quiser aumentar sua rede de contatos no Linkedin, estabeleça um número de conexões que considera ideal e coloque uma data limite para alcançá-la. Fazendo isso, você terá seus esforços direcionados na resolução desse objetivo. Mas lembre-se que qualidade sobrepõe a quantidade. Faça contatos de qualidade e mantenha-se ativo na rede.

6- Apuração

A apuração é o momento em que se é julgado o desfile e atribuído as notas para cada um dos quesitos avaliados nas agremiações carnavalescas.

A apuração do seu marketing pessoal deve ser feito constantemente, entender como sua marca é percebida e identificar o que pode ser melhorado, fará a diferença no futuro da sua marca pessoal.

Existem diferentes maneiras de medir o desempenho do seu marketing pessoal. Você pode começar por descobrir o quão influente você é nas redes sociais, através do Klout. Conheça a ferramenta e veja sua pontuação.

E você? Tem mais alguma ideia de como o carnaval pode se relacionar com nossas Marcas Pessoais? As escolas de samba têm muito a nos ensinar!

Um excelente carnaval a você!

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 5.0/5 (1 vote cast)
6 lições das Escolas de Samba sobre Marketing Pessoal, 5.0 out of 5 based on 1 rating
Daniel Dal'laqua dos Santos (21 Posts)

Publicitário, apaixonado por marketing digital, livros e futebol.Graduado em Publicidade e Propaganda pela ESPM-SP e Pós Graduado em Administração de Empresas pela FGV-SP. Possui 7 anos de experiência em Marketing Digital em agências e empresas nacionais e multinacionais.


3 Flares Facebook 0 Twitter 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Pin It Share 3 3 Flares ×